3 DICAS PARA MANTER O FRIO LÀ FORA!





As menores rachaduras podem ser suficientes para diminuir significativamente o conforto em sua casa. As correntes de ar trazem frio e, portanto, fazem com que os custos de aquecimento disparem. Mas já não tem de ser assim graças aos separadores de correntes de ar e às soluções de isolamento. E o que é mais: usando as nossas réguas veda portas
 e vedantes de borracha, pode economizar até 40% dos custos de energia.

Muitas casas não têm o isolamento correto, então quem as habita têm que pagar muito mais pela energia do que o estritamente necessário. Além de telhados e paredes, na maioria das vezes as janelas, portas e radiadores são os pontos fracos e responsáveis ​​por custos de aquecimento desnecessários. Muitas pessoas não sabem realmente que podem realizar muito aqui em apenas alguns passos. 

Os veda portas podem ser montados facilmente e sem ferramentas adicionais. 


1 - ISOLAMENTO DE PORTA

O isolamento para portas ajuda-o a proteger o seu ambiente de correntes de ar, pó e ruído. Basta apenas algumas pequenas aberturas para diminuir significativamente o conforto de sua vida. Escovas para as portas e vedantes de borracha permitem isolar facilmente suas portas, deixando o frio onde deveria estar - lá fora! Dessa forma, você só estará aquecendo as áreas que realmente deseja aquecer, economizando muitos custos de energia.

2 - ISOLAMENTO DE JANELA

As janelas são frequentemente pontos fracos significativos ao isolar casas e apartamentos. Especialmente em casas antigas, eles consomem muita energia e causam custos desnecessários. Com nossas soluções de vedação autoadesiva, você pode economizar energia de forma rápida e fácil. Nossos selos de borracha, selos de espuma e perfis garantem que o ar frio permaneça do lado de fora e o ar quente do lado de dentro. Dessa forma, os aquecedores não terão que trabalhar tanto para criar um ambiente aconchegante com temperaturas agradáveis.

3 - ISOLAMENTO DE RADIADOR

Em qualquer casa, existem muitas áreas que podem levar à perda de energia e, consequentemente, a elevados custos de aquecimento. Além do telhado, portas e janelas, a parede atrás de um radiador é uma dessas áreas. Para evitar custos desnecessários, é aconselhável instalar o isolamento do radiador. Assim, o calor permanecerá onde deveria, tornando seu espaço confortável e aconchegante. São necessários apenas alguns passos para colocar a película do radiador.

 

10 DICAS PARA melhorar a SUA SOLDAdura MIG

Dicas para fazer uma solda MIG perfeita?

Estas práticas iram melhorar a qualidade e a durabilidade da sua solda. 


1. LIMPe ao máximo

O primeiro erro de uma solda MIG é a porosidade. O problema da porosidade é soldar superfícies pintadas, sujas ou oleosas. 

Toda a sujidade que fica presa na solda, resulta em orifícios que parecem uma esponja.

É necessário esmerilhar ou remover tinta, ferrugem, sujidade e outras fontes de contaminação da superfície e eliminar totalmente as rachaduras, para além do que é imediatamente visível. 

2. Utilizar bem a garra negativa

Esta é a falha mais comum na soldadura MIG. Um arco de soldadura requer um fluxo suave de eletricidade por meio de um circuito elétrico completo. A maioria dos soldadores não se preocupam com o facto de a garra estar em condições. 

A corrente de soldadura vai buscar o caminho de menor resistência. 

Portanto, se não houver cuidado ao colocar a garra do negativo do aparelho de soldadura próximo do arco, a corrente pode encontrar outro caminho. Fixe firmemente a garra ao metal descoberto o mais próximo possível do arco. Isso irá garantir que a corrente flua sem perdas.

3. MANTENHA a ponta do arame CURTO 

Regra geral, mantenha a distância entre o fio e a ponta de contato da pistola entre 0.5e 1cm. Esta dica irá fazer grande diferença no resultado da sua soldadura MIG. 



4. USE ambas as MÃOS 

Use as duas mãos sempre que possível. Apoie a curva da tocha da pistola na mão e segure a parte com o gatilho na outra mão. Não hesite quando se trata de ter sua mão de apoio perto da solda. Compre uma luva de solda resistente ao calor e pesada, se precisar. ” 

5. SELEÇÃO DE GÁS MIG

Para a soldadura MIG, o gás de proteção testado e aprovado de preferência é 100% de dióxido de carbono (co²). É económico e oferece soldas penetrantes profundas.
No entanto, há momentos para investir em gases de proteção mais caros, que incluem:
  • 75% de argón e 25% de co² para a produção de soldas de boa aparência (100% de co² produz muito respingo) e para soldagem em altos níveis de amperagem.
  • 85% de argón e 15% de co² para soldar chapas de aço mais pesadas ou para uso em metais com muita escala de moagem ou ferrugem.
  • 90% argón e 10% co² para soldagem por transferência por spray e para seções de metal pesadas ou grossas.
  • 100% argón ou uma mistura argón/ hélio para soldagem de alumínio.
  • 90% argón, 7,5% hélio e 2,5% co² para soldagem de aço inoxidável. 


6. POR QUE AS SOLDAS RACHAM?

  • Não triturar rachaduras no fundo antes da soldadura.
  • Formando contas de tamanho inferior. As soldas sempre devem ser um pouco mais largas do que profundas.
  • Formando contas côncavas ou ocas. Tais soldas podem levar à fissuração no meio do cordão. As soldas devem sempre ser convexas ou reforçadas.
  • Falha na limpeza adequada de um reparo. Deixar ferrugem, tinta, graxa, sujidade ou humidade em um reparo introduz hidrogénio na solda que pode promover rachaduras.
  • Não pré-aquecimento antes da soldadura. Isso é particularmente necessário quando o aço que está a soldar tem um teor mais alto de carbono ou liga.
  • Evitando o uso de elétrodos de baixo hidrogénio para reparar aços difíceis de soldar (alto teor de carbono ou liga).
  • Deixar de encher crateras no final de uma solda.
  • Não reforça adequadamente um reparo de solda.
  • Não colocar um primeiro cordão em soldas de passagem múltipla de tamanho suficiente e de forma plana ou convexa. Isso resiste ao rachamento até que as contas mais recentes possam ser adicionadas para suporte.

Leisner diz que peças rígidas são mais propensas a rachaduras. Se possível, solde na extremidade sem restrições de tais peças e deixe um espaço de 1/32 de polegada entre as placas para um movimento livre de contração à medida que a solda esfria. Descasque cada conta enquanto ainda está quente para aliviar o estresse. 

7. COMBINE OS ROLOS DE ACIONAMENTO, O REVESTIMENTO DO CABO DA PISTOLA E A PONTA DE CONTATO COM O TAMANHO DO FIO

Surpreendentemente, essa correspondência básica costuma ser ignorada. Se estiver tentando passar arame de 0,030 de diâmetro por rolos de 0,035, você se verá mudando constantemente a velocidade de alimentação e nunca acertando a configuração, pois as ranhuras nos rolos são muito grandes. O mesmo conselho se aplica ao revestimento do cabo da pistola e ao tamanho da ponta de contato.  

8. EMPURRE OU PUXE 

O método mais comum é empurrar a pistola na direção da solda (método de forehand). A soldagem frontal produz penetração rasa com uma superfície plana, ampla e lisa. 

A segunda abordagem ocorre quando você arrasta a arma (o método backhand). Isso produz uma solda de penetração profunda que é estreita e alta no centro. 

Então, qual método você deve usar? Isso depende da espessura do metal que você está soldando e da profundidade necessária para penetrar na solda. 

9. OBSERVE AO SOLDAR FORA DA POSIÇÃO

Se você estiver soldando verticalmente, horizontalmente ou acima da cabeça, “mantenha a poça de solda pequena para melhor controle do cordão de solda e use o menor diâmetro de arame que puder”, diz Leisner.

10. Troque os bicos de contato sempre

Um bico de contato desgastado leva a um arco elétrico instável, prejudicando sua solda.

Outra regra clara: sempre que um bico de contato tocar a poça de solda, ele deve ser substituído, para que se mantenha a qualidade da solda.


Resultado de imagem para covid 19

Coronavirus — Saiba mais sobre...

  • O que é este vírus?
Covid-19 na verdade não é o nome oficial do vírus mas da doença que este causa, (COronavirus Disease — 2019). O vírus que a causa, SARS-CoV-2, surgiu em meados de Dezembro de 2019, na província de Wuhan, na China.
Este vírus, da família dos coronavírus, recebe o nome devido ao seu aspecto exterior do envelope viral, que se assemelha a uma coroa (corona). São uma família de vírus que desenvolver uma imunidade a eles é uma tarefa difícil, dado que mudam muito e são bastante contagiosos entre humanos. É devido a esta elevada taxa de mutações que o desenvolvimento de vacinas e tratamentos é um processo complicado e demorado. Tempo que neste momento não se sabe quantas pessoas estão infectadas no mundo. Mas o que podemos fazer?
A melhor atitude que podemos ter enquanto estes tratamentos não são descobertos é prevenir a infecção por este vírus e atrasar a sua progressão. Quanto menos pessoas ficarem infectadas por dia, mais fácil será aos serviços de saúde lidarem com o fluxo de pessoas e mais gente terá acesso ao apoio médico que necessitam para lidar com o vírus.
Vamos assim compreender como se caracteriza a Covid-19, que sintomas são os mais comuns e que comportamentos ter para prevenir o contágio e, se formos contagiados, prevenir que a doença se espalhe.
  • Que sintomas podem aparecer Covid-19?
A doença provocada por coronavírus 2019 (Covid-19) para uma larga percentagem da população vai apresentar-se com sintomas semelhantes a uma gripe. Febre Alta, Tosse Seca, Dificuldades Respiratórias e Dores de Cabeça são os sintomas mais comuns, que podem e devem ser curados em casa, em isolamento. É uma doença de incubação lenta que pode ir até 14 dias para aparecerem os primeiros sintomas.
No entanto, para uma pequena percentagem da população, principalmente idosos e grupos de risco (doentes crónicos, principalmente respiratórios e imunodeprimidos) pode sofrer um agravar deste estado para uma pneumonia grave que lhes pode causar a morte. É para proteger essa população que devemos ter cuidado e atenção durante este tempo de quarentena. Sem tratamentos directos sobre este vírus devemos tentar evitar que este seja transmitido.
Sem contactos directos entre pessoas a doença não é transmitida, é por esta razão que o país se encontra em quarentena.
Neste período quarentena, #ficaemcasa!



O que significa FFP1, FFP2, FFP3 ​​...


Protecção respiratória na forma de poeira máscaras descartáveis vêm em três classificações Respirador: FFP1 , FFP2 e FFP3 - FFP significa " F iltering F ace P IECE" e o número denota o nível de protecção. Muitas pessoas abreviam ainda mais esses acrônimos como P1 , P2 e P3 - mas o significado e o nível de proteção respiratória são os mesmos.
Algumas pessoas se referem a essas classificações como códigos do respirador , códigos do filtro do respirador ou graus do respirador, mas estamos discutindo basicamente as mesmas coisas.


Resultado de imagem para mascaras descartaveis


FFP1, FFP2 E FFP3: O QUE É ISSO?

Existem 3 classes de máscaras descartáveis que protegem o utilizador contra tipos específicos de partículas, pó e/ou aerossóis:

FFP1 - Protecção contra partículas sólidas com um grau baixo de toxicidade específica (ex: Carbonato de Cálcio);


FFP2 - Protecção contra aerossóis sólidos e/ou líquidos identificados como perigosos ou irritantes (ex: Dióxido de silício e Carbonato de Sódio);


FFP3 - Protecção contra aerossóis e/ou líquidos muito tóxicos (ex:Berílio, Níquel, Urânio e Madeiras Exóticas).


De modo a ser mais fácil de perceber qual o tipo de máscara que deve usar, pode sempre informar-se através desta imagem, desde que esteja informado relativamente ao nível de toxicidade das partículas, pó e/ou aerossóis:


> Encontrados normalmente durante areamento, perfuração ou corte manual;
> Encontrados normalmente durante o engessamento, acimentagem, areamento e pó de madeira;
> Encontrados normalmente durante o manuseamento de pós perigosos encontrados na indústria farmacêutica ou ao trabalhar com agentes biológicos e fibras. 

Resultado de imagem para ffp1 ffp2 ffp3


Diferença entre Máscaras FFP1, FFP2 e FFP3

O mundo dos equipamentos de protecção é vasto e diversificado. Quando falamos de Protecção Respiratória, a verdade é que nem todas as máscaras são iguais, nem tão pouco servem para as mesmas actividades ou protegem dos mesmo perigos.

ATENÇÃO:
A barba pode reduzir a eficácia das máscaras descartáveis.
A máscara deve ser descartada após uma utilização (um turno, no máximo).
Uma máscara bem colocada é essencial para uma protecção eficaz.









Saiba mais sobre a regeneração do filtro de partículas do carro





Resultado de imagem para regen fap

Saiba como fazer a regeneração do filtro de partículas do carro (FAP).

O filtro de partículas é um dispositivo que está instalado no sistema de escape dos automóveis, a sua função é reter as partículas diesel e outras que possam provocar danos ao meio ambiente. O filtro de partículas pode remover cerca de 80% das partículas do escape, o que permite reduzir as emissões poluentes. No entanto, é importante saber como fazer a regeneração do filtro de partículas.
A introdução do filtro resultou de uma imposição da norma europeia Euro 5, que obrigou os fabricantes de automóveis a instalarem um filtro de partículas no sistema de gases de escape em veículos com motor a diesel produzidos a partir de 2009. 
O filtro de partículas retém as partículas de fuligem numa rede no interior do dispositivo. Tal como acontece com qualquer outro tipo de filtros, é necessário efectuar uma limpeza com regularidade para manter o seu desempenho. A este processo de limpeza do filtro de partículas chama-se regeneração.

COMO FAZER A REGENERAÇÃO DO FILTRO DE PARTÍCULAS

É importante que se perceba que existem dois tipos de regeneração do filtro de partículas: passiva e activa. Por norma, esta regeneração é uma combinação de temperatura do motor, da velocidade a que o carro se desloca e ainda das rotações.

Regeneração passiva

A regeneração passiva do filtro de partículas acontece nas autoestradas, pois é quando a temperatura do cano de escape é mais elevada. Os fabricantes de automóveis optam pela regeneração activa porque a maior parte dos condutores não costuma conduzir durante muito tempo a velocidades elevadas. Para que aconteça a regeneração passiva, os fabricantes utilizam um aditivo.

Regeneração activa

A regeneração activa acontece quando a capacidade de carga de fuligem no filtro atinge um limite definido (cerca de 45%). O veículo faz com que aumente a injecção de combustível na combustão e sobe a temperatura dos gases de escape no filtro de partículas, resultando na regeneração activa e queimando a fuligem.
Se o processo estiver a meio quando o condutor pára o carro, provavelmente, vai acender a luz de aviso do filtro de partículas, avisando que filtro está parcialmente bloqueado. Para completar um ciclo de regeneração e a luz apagar basta conduzir aproximadamente 10 minutos, a uma velocidade igual ou superior a 70km/h e com as rotações acima das 2500 rpm.

Sinais da regeneração ativa

  • Ventiladores de arrefecimento estão em funcionamento;
  • A velocidade do relantim aumenta;
  • O sistema Start/Stop desliga-se automaticamente;
  • O consumo de combustível pode aumentar;
  • O escape pode deitar um cheiro estranho;
  • O ruído do motor pode ser diferente do habitual.

Situações que podem impedir a regeneração do filtro de partículas

  • Pouco combustível no veículo impede que a regeneração activa aconteça. 
  • Viagens demasiado curtas que não permitem ao motor atingir a temperatura normal de funcionamento;
  • Alguns carros com filtro de partículas exigem óleo de baixo teor de cinzas e enxofre, por isso é importante ter o óleo correto;
  • Problemas com a admissão, combustível ou sistema de circulação de gases de escape podem causar uma combustão incompleta que vai aumentar a carga de fuligem;
  • Por norma, é necessário 1⁄4 depósito de combustível;
  • O depósito do aditivo deve estar cheio no nível indicado.